3 dicas de como fazer seu planejamento financeiro

Aquela viagem desejada, o móvel novo que você tanto precisa. Trocar o carro, comprar um apartamento ou, simplesmente, conseguir sair de uma dívida. Para fazer seu planejamento financeiro e alcançar seus objetivos é necessário organização.

Por isso, foco e planejamento são a chave do negócio. Aprendendo sobre o assunto, controlando seus gastos e revisando periodicamente seu orçamento ficará mais fácil conseguir o que você deseja. Para te ajudar, trouxemos aqui três dicas valiosas de como fazer seu planejamento financeiro. Confira!

 

1. Analise seus gastos

A primeira coisa a fazer no planejamento financeiro é analisar suas despesas. Será que você realmente precisa gastar com tudo o que está gastando? Anote o valor da sua renda mensal fixa e dos seus gastos fixos. Fazendo isso você conseguirá saber se está gastando mais ou menos do que ganha. 

Sendo assim, caso você esteja gastando mais, chegou a hora de observar se existem despesas que podem ser cortadas ou reduzidas. Dessa forma, você poderá identificar onde dá para economizar e poupar para atingir seu objetivo. 

Logo, para te auxiliar nessa tarefa você pode fazer uso de uma planilha ou até mesmo de um aplicativo para celular. Atualmente existem vários disponíveis que ajudam no processo de organização financeira.

No entanto, é preciso lembrar que essa fiscalização deve ser uma tarefa constante. É através dela que você poderá identificar seus pontos fracos e controlar seu orçamento para permanecer dentro do planejado. 

 

2. Controle seus impulsos

Se você tem dificuldade de se controlar financeiramente, fuja das tentações. Saia de casa sem o cartão de crédito, desinstale os aplicativos de compra do celular, evite ir a shoppings. Faça o possível para permanecer firme no seu objetivo. 

Em suma, é fundamental entender que parte do processo é sobre mudança de mentalidade. Se você não ajustar seus hábitos de consumo aos seus limites, de nada adiantará anotar tudo, usar mil aplicativos ou coisas do tipo. 

Todavia sua praticidade seja inegável, o cartão de crédito, por exemplo, é um perigo nas mãos de alguém financeiramente impulsivo. O que deveria servir como um auxílio em grandes compras acaba se tornando uma forma fácil de gastar o que não tem.

Sendo assim, se você faz parte do grupo de pessoas que têm dificuldade para se controlar financeiramente, talvez seja o caso de repensar o uso do cartão ou solicitar a diminuição do limite. 

Por fim compare os preços dos produtos que você precisa comprar. Antes, porém, questione a necessidade deles. Medidas aparentemente simples podem fazer uma grande diferença na sua vida financeira. 

 

3. Ajuste seu planejamento financeiro

Entrou dinheiro de um trabalho extra? Aconteceu um imprevisto e você precisou gastar mais do que havia previsto? Reajuste seu planejamento financeiro sempre que for preciso. O importante é se manter gastando menos do que você recebe, focando no seu objetivo. 

Portanto, estabelecer metas de curto prazo é uma boa ideia para te incentivar no processo. Ao se perceber alcançando os objetivos menores, você pode se sentir mais animado para continuar planejando e poupando.

Além disso, quando se trata de poupança, o ideal é conseguir guardar, por mês, pelo menos 10% da sua renda. No entanto, se para você for possível poupar mais sem sem sacrificar sua qualidade de vida, faça isso. 

Certamente, quando possível, trabalhos extras também serão de grande ajuda. Já pensou em oferecer consultoria autônoma em sua área ou investir em algum talento para transformar em renda extra? Vender objetos que você não utiliza e que estão em ótimo estado é outra excelente opção. 

Com essas dicas esperamos que você consiga ter a vida financeira que deseja. Se gostou deste post e quiser ler outros textos nossos, basta nos seguir por aqui


 

 

2019-11-06T18:22:07+00:00