Método Marie Kondo: 5 dicas da guru de organização

Considerada uma guru da organização, a japonesa Marie Kondo já vendeu milhões de livros sobre o assunto. Com o seu método, ela estimula pessoas a trazerem a mágica da arrumação para as suas vidas.

Para acabar com a bagunça e te ajudar a ter uma casa em ordem, trouxemos aqui três dicas retiradas do método Marie Kondo. Esperamos que assim você consiga ser seu próprio guru da arrumação.

 

1. Descubra o que te traz alegria

Um dos passos fundamentais do método Marie Kondo consiste em uma simples pergunta: “isso me traz alegria?” Explico: o que você deve fazer é olhar para cada item da sua casa e questionar a si mesmo se aquilo lhe traz alegria.

Uma vez que a resposta seja positiva, esse item deve permanecer no seu lar e passar pelo processo de organização. Caso contrário, você deve agradecer ao objeto pelo tempo que ele lhe foi útil e desapegar dele.

Esse processo possibilitará que você tenha em casa apenas aquilo que lhe faz bem.

 

2. Organize por categorias

No método Marie Kondo, a organização não é feita por cômodos e sim por categorias. Ou seja, ao invés de organizar um ambiente por vez, você selecionará uma categoria de objetos e a arrumará independente de em quantos cômodos ela esteja presente.

Sendo assim, se você decidir começar pelas roupas você deverá arrumar cada espaço que contém roupas em todos os cômodos da casa. Depois disso seguirá para a categoria seguinte.

Lembrando que independente de qual seja o objeto, é importante se perguntar se ele te traz alegria. Isso deve ser feito de um por um, pois é dessa maneira que eles serão selecionados.

De fato pode levar um tempo considerável, mas vai valer a pena.

 

3. Separe tudo em cinco categorias

Para facilitar a etapa explicada anteriormente, Marie Kondo divide os itens de uma casa em cinco categorias: roupas, livros, documentos, komono (miscelânea de coisas) e objetos com valor sentimental.

Então, ao iniciar a arrumação de uma categoria, empilhe todos os objetos dela em um único lugar. Isso te dará a real noção da quantidade de coisas que você possui.

Com tudo espalhado pela casa geralmente não temos uma ideia exata do quanto possuímos, mas ao reunir os objetos a quantidade se mostra de uma maneira mais explícita.

Esse processo costuma estimular o desapego, pois assim a maioria das pessoas percebem que tem muito mais do que precisa, além de terem o hábito de acumular itens que sequer realmente gostam.

 

4. Tudo deve ter seu lugar definido

Na hora de guardar, selecione um lugar bem definido para cada coisa. Elas devem ser organizadas levando em consideração a praticidade na hora do uso.

Logo, evite deixar em locais de acesso mais difícil o que você usa com frequência. Assim será mais fácil devolver tudo para o seu devido lugar.

Por fim, resista a tentação de comprar vários organizadores. A intenção é desapegar de objetos e utilizar o que você já tem, não adquirir mais.

 

5. Desfrute do momento

Não menos importante, é necessário que você compreenda que esse momento precisa ser prazeroso. Por isso, não encare a organização como uma tarefa chata.

Usufrua desse tempo como um cuidado com você. Livre-se das distrações e busque fazer tudo com calma e boa vontade. Para isso, reserve um espaço na sua agenda, um dia dedicado à organização, e aproveite!

Se gostou deste post e quiser ler outros textos nossos, basta nos seguir por aquiPara receber nossas novidades, assine a newsletter e veja tudo em primeira mão!


2019-11-06T18:22:17+00:00